Hospital Beneficiencia Portuguesa
Viva Bem Saúdavel
Voltar
09/07/2008
Oftalmologia - Perda da visão ocorre de forma grad

A catarata é a opacidade da lente natural do olho, o cristalino, que resulta no borramento da visão, geralmente de maneira progressiva.

No Brasil, atinge cerca de 30% da população acima de 50 anos, e tem sido a maior causa de cegueira nos países em desenvolvimento. O único tratamento disponível é a cirurgia, restrita aos casos em que o paciente tem limitação de atividades pela perda visual. "A pessoa operada pode ter a visão totalmente restabelecida", explica o oftalmologista rio-pretense, dr. José Pardo Filho, da clínica Pardo Oftalmologia.

"O processo se inicia com a pequena diminuição da visão, às vezes, desde a infância, e piora gradativamente até causar deficiência visual mais grave", alerta o dr. José Pardo Filho. Muitas vezes, é confundida com uma pele que recobre a córnea e se chama pterígio.

A catarata pode ser observada na pupila ou menina-dos-olhos, que se torna esbranquiçada. Além de causar diminuição da visão, as pessoas também podem sentir imagem dupla, diminuição da visão das cores e o grau dos óculos passa a mudar freqüentemente. Uma das indicações da doença é o aumento na dificuldade para a leitura, e a visão fica ainda pior na rua, com a claridade do sol, do que dentro dos ambientes.

"O problema da catarata é o seu avanço lento. Por isso, muitas pessoas nem percebem até que estejam muito ruins", diz Dr. José Pardo Filho. Porém pode haver progressão rápida em pessoas que usam cortisona e nos diabéticos. A catarata, geralmente, acomete os dois olhos, mas pode haver diferença importante do grau de piora da visão entre um olho e outro.

A herança familiar está entre as causas da catarata. Além da hereditariedade, doenças como diabetes, irites (doenças do olho), trauma ou cirurgias e uso excessivo de cortisona também podem desencadear a doença.

"No Brasil, ainda existem muitos casos de catarata desencadeados por uso crônico de colírios à base de cortisona, que devem ter seu uso indicado somente pelos oftalmologistas", explica Dr. José Pardo Filho

O oftalmologista pode detectar a catarata ou outras doenças do olho com um aparelho semelhante a um microscópio. Ele enxerga todas as estruturas internas do órgão com um aumento de imagem. Por meio deste exame, o médico poderá detectar se o problema é só de catarata ou se existe alguma doença associada, como, por exemplo, o glaucoma.

Na maioria das vezes, a cirurgia é realizada sob anestesia local, na própria clínica, que possui centro cirúrgico com os aparelhos mais avançados para tais procedimentos.

Fonte: Dr. José Pardo Filho - Pardo Oftalmologia - F: (17) 227-2070
Telefone - (17) 2139 1800 Email - contato@beneriopreto.com.br
Endereço
Rua Luiz Vaz de Camões, 3150 - Redentora
CEP: 15015-750 - São José do Rio Preto - SP